DISTURBUIOS SEXUAIS NAS MULHERES

Anteontem o programa da ana maria Braga na rede globo de televisão mostrou um assunto que é de muita importância para muitas mulheres que sofrem e procuram tratamento e estão cheias duvidas e nesse episódio foi algo muito interessante por que poucos veículos de comunicação mostram respostas e perguntas de mulheres que passam por isso vimos mulheres de todas as idades que para pelo problema de frigidez, muitas delas é claro procuram saber se a frigidez tem cura ? e isso não acontece apenas com mulheres mais velhas ou que já tiveram filhos, e toda e qualquer classe social isso acontece.

Na ocasião a especialista mostrava porque muitas mulheres passam por esse problema no seus relacionamentos os motivos são vários má alimentação, estresse, falta de confiança, baixa estima, traumas familiares, a situação de cada mulher é diferente de cada uma e no entanto o que se pode esperar disso tudo é que procurem ajuda profissional, mas na verdade isso não acontece por elas terem vergonha de mostrar o que acontece e ficar em mundo isoladas sofrendo por dentro isso é triste mas acontece muito em nosso mundo pois a mulher sofre sem apoio emocional e não tem com quem dividir ou se abrir com alguém sobre esse assunto

Dentro desse programa tinha a atriz Marieta severo que ela dizia que sofreu com frigidez por muitos anos teve relacionamentos destruídos pois não conseguia satisfazer o parceiro, passou por traições de seus namorados, maridos, um sofrimento que trouxe uma sombra de medo, pânico diante da sua família, um sentimento negativo na sua confiança, ela disse que foram anos para lutar com isso, pois passou a maior parte da sua vida sob o pesadelo de ser frigida e não poder ser livre sexualmente mas hoje ela pode dizer diante de tudo e todos que está curada e vive uma vida feliz ao lado de quem ama.

Essa síndrome traz muitos prejuízos para a mulher pois além de acabar com sua autoestima e auto imagem ela prejudica a pessoa em todas a áreas da vida dela profissionalmente e ao longo dos anos se ela não pedir ajuda a doença vai chegar a níveis bastante preocupantes, pois a pessoa é totalmente inundada de pensamentos autodestrutivos dependendo da mulher cria o sentimento de perda de viver e evidente que isso tem tratamento e cura existe cursos na internet que ajudam a mulher a superar isso fisicamente e psicologicamente.

Uma outra faceta da frigidez é a consequência da mulher não ter orgasmos faz sexo e não consegue chegar ao ponto g ao clímax da relação na maioria passam a vida toda e não conseguem sentir gozo e nem sentir orgasmo diante de problemas no estado mental da mulher ela não consegue atingir o ecstase sexual e só quem consegue sentir isso é o marido, namorado ou ficante, as terapias de ajuda sexual que existem no mercado são muitos existe para mulheres solteiras, casadas junto com seus maridos ou sem os maridos o ideal é com os maridos.

De uma maneira ou de outra se você perceber que a sua irmã, mãe ou uma parente passa por esse problema ajude discretamente com essa situação elas vão agradecer, por que a mulher também gosta de sexo tanto quanto o homem e isso é prazer grande para elas, em um programa de rádio que eu estava ouvindo na cidade de Curitiba havia um programa que estava trazendo um curso e terapia para mulheres que vivem esse problema o que era mais interessante é que podia ser feito em casa isso mesmo pela internet.
O medo da mulher que possui esse problema de frigidez na sua vida é uma faca de dois gumes no qual são dois pensamentos o primeiro é que ela tem vergonha de falar com pessoas mais próximas eu quero dizer com amigas ou familiares mulher, o marido nem pensar as mulheres não tem essa coragem de pedir ajuda para o parceiro isso é muito distante e outra faceta dessa situação é os problemas internos que geram nela devido a falta de estima e confiança quando se possui um distúrbio desses a melhor opção que muitas acham é … se isolar não pedir ajudar pois acham que vai ser resolvido facilmente

Para saber mais clique em http://poderfeminino.top/porque-o-homem-se-afasta-de-repente/